Principais atrações turísticas de Londres

Detalhes sobre hospedagem em Londres aqui
Indicações de serviços de guias e motoristas de Londres aqui

cabine telefônica vermelha de Londres com parada de ônibus desfocada ao lado

Muita gente não sabe por onde começar a montar o roteiro de viagem pra Londres. Isso é normal, afinal tu não conhece a cidade. Então tenho algumas dicas pra ti! O que eu recomendo é dividir os teus dias da viagem para Londres baseado nas regiões da cidade.

O principal que digo é: separe as atrações turísticas de Londres que tem mais interesse e note a área onde estes pontos turísticos estão no mapa. Abra o Google Maps, pesquise e salve o local no mapa, assim fica bem mais fácil de visualizar. Depois pegue uma região e veja por onde começar e terminar o teu roteiro daquela região. Coloque uma região por dia.

Se tiver muita coisa pra fazer em uma determinada região (isso deve acontecer na região de Trafalgar Square, por exemplo) divida a área em dois dias. Assim, explorando por áreas, vai economizar tempo em deslocamento e dinheiro em transporte público.

Mas claro, recomendo deixar o roteiro leve, fácil de se caminhar e com tempo pra pausa pra um café (ou ainda melhor, uma cerveja), pra uma foto, ou até pra uma descansada mesmo, afinal também é massa ficar sentado olhando o movimento e o ritmo de cada um.

Dicas pra montar o roteiro pra Londres:

  • Comprar os ingressos antecipados pra economizar tempo em fila e já garantir entrada – especialmente em lugares concorridos como o Harry Potter Studio Tour. Muitos lugares também oferecem desconto por comprar com antecedência.
  • Comece a escrever o roteiro pelas atrações com datas e horário mais “restritos”. Por exemplo: Notting Hill só funciona aos sábados (e um pouco às sextas); alguns museus ficam aberto até mais tarde alguns dias; tu só conseguiu ingresso pra atração X no dia tal; etc.
  • Considerar um tempo real em museus. Não coloque uma hora num museu porque isso dá mal e mal pra entender onde estão as coisas.
  • Se tiver que cortar alguma atração, comece pelas que interessam menos. Se você não gosta de arte moderna, talvez possa passar o Tate Modern. Como tua mãe dizia, não é porque todo mundo vai que tu precisa ir.
  • Considere parar em parques para deitar um pouco; em pubs para tomar uma e observar o movimento; em cafés pra ver o ritmo do pessoal. Aproveite estes momentos pra dar uma olhada no roteiro, respirar e viver o presente. =)

Principais atrações de Londres

=

Torre de Londres – ingresso aqui

História britânica desde 1070. O ideal é passar umas quatro horas dentro dele, mas se não conseguir tudo bem. As joias da coroa estão na Torre de Londres e juntamente com o Palácio Medieval são as partes imperdíveis pra mim. Possui áudio-guia em português (pago).

Palácio de Buckingham – ingresso aqui

Aberto apenas alguns meses de verão por ano, mas quando estiver aberto é imperdível! O Palácio é a residência oficial da rainha Elizabeth II em Londres. A visita é nas Salas de Estado e há uma exibição diferente por ano. Saiba mais sobre o Palácio aqui. Inclui áudio-guia em português.

Abadia de Westminster – ingresso aqui

Igreja onde as coroações acontecem desde 1300. Também foi onde William & Kate e Elizabeth & Phillip casaram. Na Abadia está o trono da coroação e estão enterradas grandes personalidades como Isaac Newton, Charles Darwin e Stephen Hawking. Inclui áudio-guia em português.

Victoria & Albert Museum – grátis

Maior museu do mundo de artes decorativas e design com mais de 2 milhões de objetos. Cheio de objetos de decoração, arquitetura, móveis, adereços, fotografias, esculturas, copos, teatro, etc.

London Eye – apenas ingressoingresso + Madame Tussauds com desconto | ingresso + passeio no Tâmisa com desconto

A famosa roda gigante possui 32 cápsulas e a volta demora cerca de 30 minutos. Eu confesso que não gosto tanto assim da London Eye porque acho caro pra ser apenas uma volta. Mas ao mesmo tempo entendo que é uma coisa de se fazer uma vez na vida. =)

British Museum – grátis

Um dos melhores museus do mundo, vamos combinar. Ele foca em história da humanidade além de arte e culturas. Desde África até Oceania; ou da Pedra de Roseta às esculturas do Parthenon . Possui áudio-guia em 10 idiomas, incluindo inglês e espanhol. Caso você tenha interesse em um passeio com guia brasileiro dentro do museu a partir de £ 220 me contate.

Harry Potter Studio Tour – ingresso para passeio com transporte aqui

IMPERDÍVEL para fãs de Harry Potter. Já falei mais dele aqui. Desde itens usados nos filmes até a tecnologia para fazer tudo acontecer. Tem ainda uma maquete de Hogwarts e o Hogwarts Express. Sério, de cair o queixo! Reserve com muita antecedência! Esta opção do link acima é um passeio com transporte incluso saindo de Victoria. Para sair de King’s Cross clique aqui.

Palácio de Westminster, o Parlamentoingresso aqui

Não é muito visitado, mas eu acho incrível! Tu vai entender mais sobre o sistema político do país, entrar nas câmaras onde os debates acontecem e descobrir detalhes e tradições mantidas por séculos. É essencial reservar antes porque tem dias específicos que o passeio acontece. Possui áudio-guia em português. Eu contei como foi minha visita aqui.

Ônibus de turismo – ingresso aqui

Ônibus hop-on hop-off. Perfeito para quem tem pouquíssimo tempo em Londres, tipo 3 ou 4 dias. Uma forma de otimizar o tempo indo de uma atração pra outras com explicações práticas dos guias a bordo. A opção do link acima é minha indicação principal das companhias de ônibus.

Troca da guarda – grátis

Eu recomendo programar antes como ir e o passo a passo da cerimônia pra não ficar espremido no meio de um monte de gente sem entender o que tá acontecendo. Saiba mais aqui. No meu passeio da realeza eu te levo pra ver um pedacinho da troca da guarda da cavalaria e do Buckingham de um jeito único e um lugar diferenciado. Saiba mais aqui.

Museum of London – grátis

Foca na história de Londres em si. Antes ainda da invasão dos romanos (em 43 D.C.). Tem detalhes de diferentes acontecimentos da cidade, o Grande Incêndio, o Shakespeare’s Globe, o metrô, Londres durante a guerra e até sobre o futuro da cidade.

National Gallery – grátis

Museu de arte com mais de duas mil pinturas, incluindo Van Gogh, Rembrandt, Piero della Francesca e Canaletto. Escolha antes o que você tem interesse em ver porque é mais um museu que é gigante e ver tudo num dia só é cansativo.

Imperial War Museum – grátis

Exibição de itens históricos de diferentes guerras. Tem até avião da Primeira Guerra Mundial, foguete V1 da Segunda Guerra Mundial, como funciona uma bomba atômica, itens capturados dos nazistas e uma parte muito massa sobre o Holocausto. Se você tiver interesse em um passeio guiado com uma guia brasileira a partir de £ 225, me contate. Saiba mais sobre o museu aqui.

Tower Bridge Exhibition – ingresso aqui

A exibição explica sobre a Londres do século 19, a construção da ponte, a engenharia da época (até pra erguer ela) e pode-se caminhar pela passarela que liga as duas torres. Atração pouco visitada mas imperdível em Londres!

Palácio de Kensington ingresso aqui

Rainha Victoria tem uma relação forte com o Palácio de Kensington porque ela nasceu, foi batizada e criada no Palácio. Hoje tem muitas peças da rainha Victoria e do príncipe Albert. As salas de George I são lindas; e se você já assistiu o filme A Favorita, foi aqui que a rainha Anne morou. A gente termina o meu passeio da realeza britânica no Palácio de Kensington.

Tate Modern – grátis

Um dos maiores museus de arte moderna do mundo, com vista ótima pro Tâmisa. A coleção inclui Turner, Picasso e aquele quadro famoso da Marilyn Monroe (Marilyn Diptych, 1962) de Andy Warhol. Pra quem gosta de arte moderna com certeza é visita obrigatória. Além de quadros, tem esculturas e peças que convidam pra uma reflexão profunda e são sensacionais.

The Shard – ingresso com 20% off comparado a comprar no dia, e sem pegar fila

O prédio mais alto de Londres (e da Europa ocidental!). Acesso aos três últimos andares, mais o espaço a céu aberto no 72º andar.

HMS Belfast – ingresso aqui

Navio usado na Segunda Guerra Mundial, hoje permanentemente atracado no Tâmisa. Este é um dos três museus de guerra de Londres. Ele foi usado inclusive no Dia D, na Normandia.

London Transport Museum – ingresso aqui

Conta a história do transporte de Londres de uma forma muito interativa. Você vê como eram os primeiros ônibus, como é dirigir um ônibus e como é pilotar um trem do metrô. Além disso tem muita história, como por exemplo quando as estações de metrô eram usadas como abrigos durante a Segunda Guerra Mundial.

Hampton Court – ingresso aqui

Palácio usado desde o reinado de Henrique VIII, a construção começou em 1515. Há até a chance de “ver” Henrique VIII pelo Palácio. Os luxuosos Salões de Estado são uma parte imperdível da visita, assim como, na minha opinião, as cozinhas. No link acima a data é aberta, podendo usar quando quiser.

Catedral de St. Paul – ingresso aqui

Obra de 1710. Além da arquitetura ser linda, a história da Catedral já ultrapassa os 300 anos (isso só do prédio atual!) e é possível ver os túmulos na cripta. Não deixe também de subir no topo da cúpula, a vista de lá é incrível.

National Portrait Gallery – grátis

Pinturas de retratos com muita história envolvida. Esta galeria conta a história britânica através de retratos, então começa com diferentes reis e dinastias, começam a aparecer personalidades da corte, chega em intrigas e tem alguns desenhos, pinturas e fotos mais recentes também. Eu acho ela muito dinâmica por misturar a arte e a história.

Natural History Museum – grátis

Curioso sobre o quão diversificada é a vida na terra? O Natural History Museum te leva pra explorar diferentes períodos, lugares e espécies. O que mais agrada é a parte dos dinossauros, claro, mas a “ossada” da baleia azul é de deixar qualquer um de boca aberta (as crianças então, nem se fala).

Science Museum – grátis

Os futuros cientistas estão por todos os lados. As crianças adoram este museu por ser muito interativo e inspirador. Mas não deixa de ter muita história, claro. Tem por exemplo, um foguete de 1971, e uma placa de “conserta-se celular” do começo dos anos 2000.

Royal Mews – ingresso

Se na época que você vier pra Londres o Palácio de Buckingham não estiver aberto à visitação, recomendo muito visitar o Royal Mews. Eles possuem as carruagens reais e dá pra ter um pouco de ideia de como é a vida “na corte” atual. Veja também os estábulos onde os cavalos vivem e são (muito bem) cuidados. Mesmo que você consiga visitar o Palácio, recomendo ir no Royal Mews. Possui áudio-guia em português.

Tours em estádios de futebol

Inglaterra é tão apaixonada por futebol quanto o Brasil. Já falei neste post que eles são fanáticos e viver uma experiência de um jogo é demais. Mas se não puder assistir a um jogo, recomendo fazer um tour num dos principais estádios: ArsenalChelsea | Wembley

Madame Tussauds – ingresso aqui

OK, confesso que não sou fã de museu de cera. Mas entendo que muita gente quer visitar, então digo: se for pra visitar, que seja o de Londres, que é o primeiro Madame Tussauds do mundo. Caso você também queira ir na London Eye, veja esta opção de ingresso.

London Zoo – ingresso aqui

São 750 espécies e mais de 17.000 animais. A parte dos tigres é a mais bacana porque eles tem muito espaço (2500 metros quadrados) com árvores pra subir e até uma piscina pra nadar. Especialmente interessante para crianças (mas não apenas pra elas).


Claro que Londres não se resume a isso. Tem ainda vários parques (como St James’s, Hyde Park e Greenwich), mercados (como Borough Market, Camden Market e Notting Hill), cafés, restaurantes, pubs e bancos pra sentar e ficar vendo a vida passar.

Não encontrou alguma atração aqui? Busque na loja do VisitBritain aqui.

Fora de Londres: Castelo de Windsor | Stonehenge | Stonehenge + Bath + Windsor
Edimburgo: Palácio de Holyroodhouse | Castelo de Edimburgo

Quer dicas pra montar teu roteiro, ou tem muitas dúvidas? Clique aqui.

 

* Esta página possui links para site de afiliados. Confio neles mas não me responsabilizo pelas reservas.