Tenho visto falar muito disso pelas internetssss: Shakespeare usou de uma quarentena pra escrever algumas de suas obras. Como sou meio (bem) desconfiado, quis ir atrás e descobrir se isso era sequer possível.

Como já falei num outro post, a peste chegou valendo em Londres em 1665 mas ainda antes tiveram pequenos surtos que mataram muita gente. O próprio Shakespeare nasceu no meio de um surto da peste em Stratford-upon-Avon. Em 1592 a coroa ordenou pra que todos os teatros fossem fechados para controlar a epidemia da peste negra. E o pior é que foi bem na primavera e verão, exatamente quando era a alta temporada dos teatros naquela época – até porque não tinha aquecimento ou iluminação, a não ser a natural.

Cinco anos depois surgiu Romeu & Julieta, uma das obras mais conhecidas de Shakespeare. Na história, o mensageiro leva um recado para Romeu dizendo que a morte de Julieta era fajuta, que iria durar apenas um tempo. Porém o recado nunca chega em Romeu. Por quê? Porque o mensageiro ficou doente e teve que ficar de quarentena. Coincidência que na mesma época estava havendo quarentena? Não acho que seja.

Mas o surto pior foi em 1603 quando 30 mil pessoas morreram. Naquele ano aconteceu a coroação do rei James I, mas as festividades só aconteceram no ano seguinte, graças à peste. Na verdade nos 10 anos de 1603 a 1613 os teatros ficaram fechados por um período total de 78 meses.

Em 26 de dezembro de 1606 a companhia de teatro de Shakespeare apresentou pela primeira vez, ao Rei James I, a peça Rei Lear. Uma das histórias mais sombrias de Shakespeare, que tem muita morte e doenças. Em um dos momentos Rei Lear roga uma praga dizendo “Vingança! Peste! Morte! Confusão!”. O dia a dia de Shakespeare claramente refletido na peça.

Então por isso se suspeita que boa parte da peça tenha sido escrita durante uma quarentena. O que faz total sentido. Saber com precisão algo daquela época é quase impossível, mas o que se sabe é que a história traz ensinamentos através das suas relações com momentos e desenvolvimentos atuais. Shakespeare viveu a peste, viveu uma quarentena, criou nela e saiu dela.

Sairemos dela. Enquanto isso, vamos criando, conversando, entendendo e estudando.

 

Referências:

https://quod.lib.umich.edu/e/eebo/A22700.0001.001/1:3?rgn=div1;view=fulltext
https://books.google.co.uk/books?id=miSeN4lkDbsC&pg=PA15&lpg=PA15
https://www.bl.uk/shakespeare/articles/shakespeares-london
http://www.shakespeare-online.com/biography/londondisease.html
http://shakespeare.mit.edu/lear/lear.2.4.html

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

Aeee tu é o primeiro! Deixa um comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Excelência TripAdvisor
Pesquise seu hotel
Booking.com
Novidades por e-mail
* indicates required
MEUS PARCEIROS