GURI IN LONDON

Guri pedalando em Londres

Como um gaudério que se preze eu deveria estar era gineteando, claro. Mas em Londres o esporte é outro: pedalar. Na verdade tá mais enquadrado na categoria “meio de transporte”. As ciclovias estão por toda parte, as estações de bicicletas pra alugar também.

Foram mais de £ 25,000 investidos pra poder proporcionar o serviço aos londrinos e turistas. A média é de uma estação a cada 400 metros. O custo é muito pequeno, funciona assim: você se dirige a um “terminal” onde tem as magrelas, escolhe uma delas (verificando pneu, freios, guidom, etc) e vai até a máquina de auto-atendimento. Ali tu coloca o cartão de crédito, aceita tudo, paga e a máquina gera um código pra ti. O custo é de £ 2 pra ter direito a usar o sistema por 24 horas. Agora você tem direito a esta “licença” pra poder usar as bicicletas do Barclays até o fim daquele dia.

Feito isto, agora tu tem meia hora pra devolver a bike em qualquer outra estação da cidade, pois o esquema é idealizado para viagens curtas. Devolva ela, conheça a zona pra onde tu foi e depois, usando aquele mesmo bilhete de £ 2, pode ir até outra estação e retirar outra bike pra usar por mais meia hora. Agora sem custo adicional. E assim por diante, devolvendo a cada meia hora. É só fazer o procedimento de aluguel no terminal novamente. Ele vai reconhecer o cartão e gerar um novo código e te informar o tempo que ainda tem disponível.

A estação que tu encontrou tá lotada? Não tem problema: tu te dirige até a máquina, informa isso e ela “renova” tua licença por mais 15 minutos e mostra qual outra estação tem próxima dali pra efetuar a devolução. Simples, né? Caso tu tenha furado um pneu ou algo do gênero, tem um botão com uma chave inglesa desenhada, simbolizando que a bicicleta está quebrada. Fazendo isso você tem direito também de retirar outra no lugar daquela.

Se esquecer de devolver ela dentro de meia hora ou não conseguir encontrar uma estação a tempo não tem problema. A Rainha não vai sair correndo te procurando. No entanto, será cobrado mais £ 2 por esta meia hora adicional e vai ficando cada vez mais caro, conforme o tempo vai passando e tu não devolve a bicicleta. Por isso a ideia de devolver a cada meia hora: não pagar esta taxa adicional.

Tu passa o cartão na máquina na retirada, no entanto a cobrança só é efetuada no fim do dia, quando a sua licença expira e com base em tudo o que você “usou” durante o dia.

Algumas vantagens do sistema de aluguel de bicicletas em Londres:
– O custo é muito baixo
– Tu conhece a cidade de uma outra perspectiva
– Tu pratica uma atividade física enquanto passeia
– Não precisa de cadeados ou afins, pois tu deixa a bike na estação e depois retira em outra
– Nas proximidades dos pontos turísticos é ainda mais fácil localizar as estações
– As estações estão, no máximo, há 400 metros uma da outra
– O serviço funciona 24 horas por dia
– Os motoristas respeitam os ciclistas
– Pode beber comer sem culpa depois porque já fez a atividade física do dia

O João e a Natasha, do Pra Ver em Londres, foram convidados pela Revista Real pra experimentarem o serviço antes mesmo de estar à disposição da população em julho de 2010. Assiste como foi:

Este post fez eu lembrar do relato da Mari Arakaki, também no Pra Ver em Londres, de quando roubaram a bicicleta do marido dela.

Taí uma alternativa saudável, prazerosa e a favor de um mundo sustentável. Divirta-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *