Dia 24 de setembro fui no show da banda americana Beirut aqui em Londres. Já conhecia o som dos caras e sempre tive vontade de ir num show deles. Lembro bem que eles estiveram em Londres cerca de um mês antes de eu pisar na cidade pela primeira vez, lá em 2012 e fiquei bem chateado.

Pois desta vez eu comprei o ingresso logo que abriu – depois também que recebi minha notificação no Songkick.
Agora vamos fazer uma pausa pra tu poder abrir o Spotify e ouvir o novo disco da banda orquestra enquanto lê o resto do post. Clique aqui pra ouvir. E lê até o final que vou chegar na parte ocm muitas imagens lindas de Londres, prometo.
Pois bem, seguimos… O show foi na O2 Academy Brixton e eu fiz apenas UMA FOTO MEUS AMIGOS! Sim, uminha só, quando tava um ambiente muito convidativo pra foto, inclusive. É que não tava com ideia de escrever um post pra cá contando do show, mas senti que precisava registrar isso aqui e dividir esse som com todos.
Não olha a foto ainda (já que é só uma)!

Antes de falar mais de como foi o show, preciso contar como conheci Beirut. Conheci por causa de Elephant Gun (que tu já deve ter ouvido em algum lugar) e fui explorar mais sobre a banda. Uma amiga minha disse que curtia muito também e sempre tive no mínimo cinco músicas deles à mão, no celular. Uma coisa que acho legal deles é ter músicas com nomes de lugares (além do próprio nome da banda ser um):
– Brazil (sim, tem essa música e que é bem massa, inclusive!)
– Nantes
– Postcards from Italy
– Santa Fe
– East Harlem
– Cherbourg
– Mount Wroclai
– Brandenburg
– BratislavaE do disco novo:
– Gibraltar
– Perth
– August Holland

Legal, né? Pois agora sim, vamos ao show:

A abertura foi por conta de uma dupla brasileira de um som bem acústico e baixo. Exigia muito silêncio de uma plateia animada pra ver Beirut. Por vezes as pessoas faziam um sonoro SHHHHH umas pras outras, não que adiantasse. Não me dei o trabalho de guardar o nome da dupla, meus caros, porque achei a atitude de um deles muito mas muito rude. Ele estava no palco fazendo sua música, tirando o melhor som possível do instrumento percussivo (que era muito curioso, lembro bem) mas se preocupando mais e fazer sinais e balançar a cabeça negativamente pro engenheiro de som. Aquela balançada de cabeça de desaprovação sabe? Ali, no palco, pra todo mundo ver. Desnecessário. Direcionou a atenção de todo mundo praquele show à parte.
Enfim, Beirut… Depois de muito esperar, lá vieram eles, aquela orquestra como eles se denominam (e que faz muito sentido), com seus instrumentos de sopro à mão, acenando pro seu público querido.
O show todo foi um show no sentido literal da palavra. A banda fazia meus olhos correrem de um lado pro outro numa música, tentando captar a energia de cada músico, ao mesmo tempo que me convidava a fechar os olhos e curtir aquele som delicioso. Agora sim a foto:
Notei, no entanto, que não conhecia muitas das músicas que eles tavam tocando e aí lembrei: eles tinham lançando um novo álbum há alguns meses e eu ainda não tinha escutado. Mas anotei mentalmente pra ouvir quando possível.
O “quando possível” virou “todos os dias, cinco vezes por dia”. Eu realmente adicionei o álbum às minhas músicas no Spotify e ouço repetidamente. A primeira vez que ouvi então, não conseguia trabalhar ao mesmo tempo. Parava pra sugar cada nota de cada instrumento. Arranjos lindos e linhas melódicas de dar um arrepio na nuca por algumas vezes.
Os metais misturados com o piano e o acordeón envolvem o público de uma maneira incrível. Beirut é o tipo de banda pra quem ama e busca música feita com muito tato. Pra quem só tem a referência deles da série “Capitu” com a famosa “Elephant Gun”, saiba que a banda/orquestra tem muito mais pra apresentar. Na verdade o último disco tem um estilo diferente, foi dado um passo em outra direção, que sinceramente muito me agrada. Muito mais instrumentalista e ao mesmo tempo imponente.
De tanto que gostei do show e do disco, passados uns dois dias eu cheguei a entrar no site da banda pra ver se ainda estavam se apresentando na cidade, mas pra meu ifortúnio já não estavam mais. Bom, o bis fica pra próxima Beirut (e tomara que sem a dupla brasileira de som bom mas atitudes não tão boas).
Se ainda não conhece a banda ou se quer ouvir algo do passado deles que tanto falei aqui, te recomendo assistir este vídeo com MUITAS E MUITAS imagens legais da nossa querida e amada Londres:

Até a próxima, Beirut! (e que não demore)

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

Aeee tu é o primeiro! Deixa um comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Excelência TripAdvisor
Pesquise seu hotel
Booking.com
Novidades por e-mail
* indicates required
MEUS PARCEIROS