Fazia tempo que n√£o fazia um v√≠deo assim, de perguntas e respostas, ent√£o simbora! Este √© especial sobre d√ļvidas da l√≠ngua inglesa, sotaques, aprendizado, etc.

Renata Pretto: Pelo que eu tenho visto em séries, etc o inglês da região de Newcastle é difícil de compreender. Em Londres, é mais acessível e semelhante ao inglês americano?

√Č mais dif√≠cil porque somos acostumados com o ingl√™s americano. Cada regi√£o do pa√≠s tem realmente suas especificidades e fica complicado entender algumas coisas apenas por causa do sotaque, √© incr√≠vel! O sotaque de Londres √© meio que misturado, na realidade, mas n√£o tem nenhum que seja similar ao americano (at√© onde eu sei).

Ver√īnica Pereira: Rafa, no v√≠deo onde voc√™ mostra como aprendeu ingl√™s brit√Ęnico, voc√™ disse que sentiu muita dificuldade quando foi pra Londres pela primeira vez, mesmo j√° sabendo falar o idioma. Qual foi sua maior dificuldade na compreens√£o? √Č t√£o diferente assim do ingl√™s americano?

A maior dificuldade foi ouvido, justamente por termos sido habituados ao sotaque americano desde a escola. :/ Eu recomendo a todo mundo come√ßar a ouvir mais a BBC ou filmes brit√Ęnicos pra ter uma ideia melhor quando chegar aqui. Tem mesmo muita palavra diferente do ingl√™s americano! Alguns casos s√£o s√≥ a pron√ļncia, outros s√£o as pr√≥prias palavras que s√£o diferentes. Fiz um v√≠deo com alguns exemplos, d√° uma olhada aqui.

Juliana Carvalho: O que seria a abrevia√ß√£o “ter”? Comecei a ler Harry Potter em ingl√™s e v√°rias vezes em falas do Hagrid as palavras aparecem da maneira que ele fala, com o sotaque dele. A maioria eu consegui deduzir ou entendi por contexto, mas essa t√° dif√≠cil.

O “ter” √© uma forma sotaqueada de dizer “to”. A autora usa esta forma de escrita pra ficar bem claro de que ele fala com sotaque. √Č como se ao inv√©s de escrever “espero” eu escrevesse “ixperrto” pra deixar claro que √© sotaque irritante carioca.

Trecho de Harry Potter e o C√°lice de Fogo (and the Goblet of Fire):
‚ÄúI am what I am, an‚Äô I‚Äôm not ashamed. ‘Never be ashamed,‚Äô my ol‚Äô dad used ter say, ‚Äėthere‚Äôs some who‚Äôll hold it against you, but they‚Äôre not worth botherin‚Äô with.‚ÄĚ

No ingl√™s normal seria: “I am what I am, and I‚Äôm not ashamed. ‘Never be ashamed,‚Äô my old dad used to say, ‚Äėthere‚Äôs some who‚Äôll hold it against you, but they‚Äôre not worth bothering with.”

Karen Liz: Oi Rafa! Sabe de algum site bom para assistir filmes e séries com legenda em inglês?

Conhe√ßo s√≥ a Netflix voltada pra este prop√≥sito. Mas no v√≠deo dei uma dica que fa√ßo quest√£o de ressaltar aqui: a italki! Eles s√£o uma plataforma de aprendizado de idiomas e funciona como um Uber de professores de ingl√™s (kind of): tu escolhe o professor baseado nas avalia√ß√Ķes e especialidades e agenda a aula, ou entra pra uma aula naquele momento. A aula √© privativa e ao vivo, ent√£o √© de se humano pra ser humano. O legal tamb√©m √© que s√£o professores nativos! Pensa bem, n√£o √© um professor que fez um cursinho ou sabe falar um pouco, √© um professor que nasceu no pa√≠s e tem compet√™ncia pra te ensinar muito bem, obrigado!
O serviço tem um custo, muito baixo por sinal, e eu consegui com eles US$ 10 de crédito depois que tu compra a primeira aula. Pra aproveitar este benefício é só clicar aqui.

Fernanda Fernandes: Como surgiu o termo “My cup of tea”? Existe alguma explica√ß√£o pra isso? Sempre acompanho seus videos, amo a terra da tia Beth <3

Eu achava que era um senhor que tinha ido comprar uma cueca, e como n√£o tinha do tamanho dele, ele disse que n√£o era a x√≠cara de ch√° dele, que ele precisava de uma maior pra colocar o saco dentro. Mas n√£o… Aparentemente na d√©cada de 1880 as pessoas falavam bastante “this is my cup of tea” pra indicar coisas que gostavam, porque gostavam (e gostam) muito de ch√°. E depois, por volta de 1920, √© foi colocado o “not” e introduzido a forma negativa. Ou seja, um jeitinho de dizer: n√£o √© minha praia. Falei desta express√£o neste v√≠deo.

Aline Oliveira Domingues: Quanto mais eu estudo mais eu tenho convicção que nunca vou aprender essa merda.
Taum tá! Vai sim, é só pensar que vai, abrir a cabeça, seguir as dicas que estão por aí online (a italki que citei acima). O aprendizado já está acontecendo, na realidade. Tenho certeza que já houve progresso de quando começou comparado com agora. E isto, claro, é um baita sinal. Basta continuar se puxando, se disciplinar pra ser todos os dias, que com certeza o progresso aparece Рnão tem como não acontecer isso!

D√©bora Thizar: Voc√™ tem adquirido o sotaque brit√Ęnico por a√≠? Era algo que te preocupava durante teus estudos? E eles te olham estranho por estar falando como eles? Acho complexo isso, vejo muita gente fingindo o British accent e seria legal saber como os pr√≥prios veem essa situa√ß√£o.

Era e ainda √© algo que eu presto aten√ß√£o no dia a dia. Acho que como pretendo morar aqui pra sempre minha obriga√ß√£o √© fazer isso e tentar chegar no mais pr√≥ximo que conseguir – sen√£o seria meio pregui√ßoso da minha parte. N√£o d√° pra for√ßar, claro, porque da√≠ vai ficar feio e dar at√© vergonha alheia nas pessoas que est√£o contigo… Tem que ser de uma forma natural. √Č s√≥ pensar como seria se fosse em portugu√™s, por exemplo.
Se bem falado, até chama atenção dos nativos e elogiam ou perguntam a quanto tempo está aqui porque não há resquícios de sotaque brasileiro. Não é nada feio fazer isso (lembrando, desde que seja natural).
Tamb√©m √© bom lembrar que a gente generaliza colocando tudo num saco chamado “sotaque brit√Ęnico” mas ele pode ser escoc√™s, gal√™s, de Liverpool, de Newcastle e por a√≠ vai…

Mais alguma pergunta? Me deixa nos coment√°rios deste post ou l√° do v√≠deo e vou fazer o poss√≠vel pra responder – e quem sabe usar num pr√≥ximo v√≠deo. ūüôā D√° uma olhada tamb√©m nesta p√°gina de perguntas e respostas. N√£o esquece de compartilhar este post mandando pra aquele teu amigo que est√° penando pra aprender ingl√™s (todos temos um).

Valeu!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Rafa Maciel | Guri in London (@guriinlondon) em

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

#

2 coment√°rios

  1. Rafa, voc√™ acha que assistindo diferentes youtubers brit√Ęnicos ou mesmo s√©ries/filmes do uk, fica mais f√°cil a compreens√£o quando uma pessoa vai viajar para a√≠? Ou at√© mesmo pegar um pouco do sotaque deles com o tempo?

    • Opa, beleza?
      Com certeza fica sim. O ouvido fica mais adaptado aquele sotaque e até palavras novas vão ser adicionadas ao teu vocabulário, mesmo sem se dar conta.
      Boa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Excelência TripAdvisor
Pesquise seu hotel
Booking.com
Novidades por e-mail
* indicates required
MEUS PARCEIROS