Guri te dá dicas de onde se hospedar em Londres

por Rafa Maciel, um Guri em Londres

Guri te dá dicas de onde se hospedar em Londres

25/03/2018 Turismo em Londres 0

Muita gente me pede dica de hotel em Londres. Pior que eu não tenho nenhuma dica por não conhecer os hotéis da cidade. Mas aqui vou te dar umas dicas de onde ficar hospedado na cidade.

A cidade de Londres é muito grande e tem MUITAS opções de hospedagem. Como não conheço eles, vou te ajudar a escolher algum bom hotel em Londres. Uma das coisas principais é a localização, sem dúvidas. Então, afinal, qual a melhor região pra ficar em Londres?

Antes de mais nada, é praticamente impossível ficar em algum local onde consiga fazer TUDO a pé. Porque tem a Torre de Londres de um lado, o Palácio de Kensington no meio, o Big Ben em outra região, a St. Paul’s em outra, a área de Camden Town em outra, e Greenwich em outra.

Sendo assim, eu não recomendo ficar hospedado no centrão de Londres achando que vai dar conta de economizar tempo e dinheiro no transporte. Centrão aqui eu considero a área do Big Ben/Trafalgar Square/London Eye/Piccadilly Circus. Não, simplesmente não.

Ao começar a planejar onde ficar em Londres, recomendo priorizar algumas coisinhas:

#1: Buscar por hotéis próximos às estações de metrô

Isso é o mais importante. O hotel pode ser em uma zona residencial, mas tendo metrô por perto vai resolver a tua vida. A área de Earl’s Court é um bom exemplo. Não tem muita coisa turística perto (na área em si não tem nada), mas tem muita opção boa de hospedagem. E ficar num hotel próximo do metrô vai facilitar, por exemplo, se quiser largar as compras ou trocar de roupa e depois voltar pra jantar fora, ou ir ao teatro. Pra Londres, meia-hora de deslocamento é de boas.

Pra programar isso certinho coloque o nome do teu hotel em Londres no Google Maps e veja qual a estação de metrô mais próxima. Depois disso ainda pode dar uma olhada no quão próximo aquela estação fica do “miolão” de Londres, a área de Trafalgar Square – não digo que seja a melhor área pra ficar hospedado, porém é onde tem muitos dos pontos turísticos.

Por exemplo, aqui tem o Hotel Corinthia e dá pra ver que pertinho dele tem Embankment e Charing Cross:

#2: Priorize hotéis nas zonas 1 e 2 do metrô (principalmente a 2)

Assim como recomendo não ficar no centro, também indico não ficar muito afastado do centro. Claro que os hotéis próximos ao aeroporto são os mais baratos, mas tenho certeza que a felicidade em saber disso vai por água abaixo quando descobrir  que ele fica na  zona 6 do metrô (o que significa um preço maior no transporte) e mais longe, demorando cerca de 1h20 até a zona central.

Ficando na zona 2 o tempo de deslocamento vai ser rápido, e o preço do transporte vai ser o mais barato também. Assim tu escapa dos hotéis caros do centrããão; não fica no meio do tumulto; e ainda assim paga a tarifa mais baixa do transporte público. Isso porque andar entre a zona 1 e a zona 2 é o mesmo preço, ou seja, os pontos turísticos estando na zona 1 e o teu hotel na zona 2, tu ainda vai pagar a tarifa mais baixa do transporte. Pra entender melhor sobre as tarifas do Oyster Card clique aqui.

Usando o mesmo exemplo acima, saindo de Earl’s Court até Leicester Square, dá cerca de 15 minutos de metrô (mais as caminhadas). Isso é muito de boa! Como falei antes, pra Londres, até meia-hora no total (considerando caminhadas) é um tempo muito tranquilo de viagem. Se quiser saber direitinho em qual zona pertence a estação que tu olhou, basta buscar por ela neste mapa:

mapa do metrô de londres zonas 1 e 2 destacadas qual melhor zona ficar regiao

TfL. Clique para ampliar.

Pode ficar tranquilo também que estas áreas são todas muito seguras.

Depois de selecionar tuas opções de hotel em Londres dá uma olhada aqui quanto tempo leva até as principais áreas de pontos turísticos:

Trafalgar Square

Torre de Londres

National History Museum

Camden Town

#3: Se ficar 3 ou 4 dias em Londres, aí sim considerar algo na zona 1 pra otimizar o tempo

Vale a pena dar uma olhada com calma no teu roteiro e até meio que mapear onde vai passar maior parte do tempo. Depois disso dá uma olhada nas opções que tem pela área onde mais vai ficar. Isso vai otimizar em especial o teu tempo – e acredite, ficando 3 ou 4 dias em Londres tu precisa MUITO otimizar teu tempo.

#4: Filtrar os resultados da tua pesquisa

Depois de efetuar a pesquisa, antes de começar a abrir as opções, já ajusta os filtros: orçamento, quartos, localização, quantas estrelas, estas coisas. Mas seja justo, claro… Não adianta colocar como valor mínimo £ 5 porque daí vai aparecer até hostel, e se este não for o teu perfil tenho certeza que isto vai só dificultar a tua pesquisa.

hotel em londres em um predio tradicional de londres com colunas colunas brancas no bairro de kensington

#5: Ler as avaliações – e ver o que mais importa pra ti

Pra mim o mais importante é a localização, limpeza e conforto. Mas pode ser que pra ti o luxo seja mais importante que a localização, ou apenas a limpeza do quarto seja o essencial. Então pra isso é importante ver as notas em cada item, e as avaliações das pessoas. Não considere as reclamações muito pontuais como “a chave era de metal e não aquele cartão magnético” ou “a lâmpada era amarela e não branca”.

Afinal, qual a melhor localização de hotel em Londres?

Não tem uma ou outra específica. Algumas das áreas que eu recomendo são:

  • Earl’s Court: Já falei algumas vezes da área e é mesmo uma das que eu recomendo. Caminhável de lá tem o National History Museum, Science Museum, Victoria & Albert Museum, e um pouco mais além o Royal Albert Hall e o Palácio de Kensington.
  • Holland Park (e arredores): Uma das minhas áreas favoritas da cidade, muito agradável de ficar e muita gente evita por não ser tão central. Porém cerca de 15 minutos no metrô resolvem, e assim Oxford Circus fica logo ali. Veja qual a estação mais perto, podendo ser Shepherds Bush, Holland Park, High Street Kensington, Notting Hill Gate ou até West Kensington.
  • Queensway/Bayswater/Paddington: No mapa do metrô as estações de Queensway e Bayswater ficam afastadas, mas na realidade são há cerca de 5 minutos de caminhada uma da outra. É uma região boa de ficar pela proximidade com o Kensington Gardens (e o Hyde Park) e fica bem facinho de chegar na Oxford Street. Se pegar uma temperatura boa dá bem de boa pra ir caminhando. Paddington tem outras linhas do metrô mas fica pertinho dos parques também e fácil de ir pra Oxford Street.
  • Marylebone/Mayfair/Covent Garden/Westminster: são áreas de modo geral mais luxuosas por ser tão centrais e ficar próximas das arações mais procuradas. Sem dúvida vai estar perto de muitos pontos turísticos e não tem erro ficar por aqui. Claro que, como comentei acima, uma hora ou outra vai precisar se deslocar pra outra região da cidade, mas está bem atendido aqui.
  • King’s Cross/Russell Square: Se vai chegar ou sair de Londres pelo Eurostar, estas localizações são ótimas por facilitar a chegada e/ou saída, por estar pertinho da estação do Eurostar. Fica bem pertinho da área central (pertinho mesmo!) tendo por perto a British Library, e não muito longe o Madame Tussauds e o museu de Sherlock Holmes.
  • London Bridge: Não é muito procurada por turistas por não ter tantas opções de hotéis. Por ser ao sul do Tâmisa tem menos estações de metrô (provável que a de London Bridge seja mesmo a mais perto e mais eficiente). Pertinho dali tem o The Shard, o Borough Market e atravessando o rio está na área financeira da City of London.
  • Elephant & Castle: É uma área que pode assustar um pouquinho pelas fachadas e limpeza não serem tão impecáveis como na região mais turística da cidade. Mas não quer dizer que seja perigosa ou nada do tipo.
  • Camden Town: Ficar em Camden é uma coisa que muita gente não gosta nem de pensar pela fama que a região tinha. Hoje em dia ela foi revitalizada (faz tempo já!) e ficar na área é massa pra quem curte vida noturna e gosta de passar no pub antes de voltar pro hotel, ou ver gente de todas as tribos.
  • Shoreditch: Mesmo de caso de Camden Town, muita gente torce o nariz quando se fala em ficar por aqui. Ainda tem poucas opções de hospedagem, e elas tem um lado mais hippie.
  • Tower of London: Pertinho dali tem muita opção bacana, inclusive com vista pro rio. Claro que ficaria meio afastado de outras regiões da cidade (como de Westminster, Kensington ou Camden). Mas se tem no mínimo 6 dias na cidade isso não é uma preocupação porque o metrô vai resolver esta questão de distância. Vale a pena ter que pegar metrô todo dia mas ter uma vista massa todas as manhãs e ainda pagando menos que a área mais central.

Posso tentar te ajudar ainda mais e fazer a pesquisa do teu hotel em Londres e te enviar algumas opções. Me envia um e-mail no oi@guriinlondon.com com o assunto “HOTEL”, com o período da viagem, a quantidade de pessoas, ideias de estilo de hospedagem e orçamento por noite. 🙂

Booking.com

Tem alguma dica de hospedagem? Já ficou em algum hotel em Londres? Me conta nos comentários qual foi e se gostou ou não, assim eu aprendo pra dar as dicas pra alguém, e outras pessoas podem vir ler teu comentário também! 🙂

Leia mais:




rua em londres com casas tradicionais e hotéis no bairro de kensington. Rua bonita em Londres com estilo bem tradicional com casas de tijolo e iluminação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *