O bairro do Soho em Londres tem o seu charme. A região era o local para se estar na década de 60 pois era no Soho que todos os músicos estavam, que a nova música estava surgindo, junto com novas modas e tendências de comportamento.
Neste vídeo contei melhor sobre o que fazer no Soho e o que o bairro tem pra oferecer pro visitante, seja morador de Londres ou não:

Caminhar pelo Soho é uma delícia. “Mas vale a pena? O que tem pra ver e fazer no Soho?”.

Vejo logo de início pessoas que tiram foto e saem correndo pra o próximo ponto. Só falta tirar uma listinha do bolso e riscar o nome “Soho”. Mas o Soho não funciona assim. Não é um ponto batidão de turista.

Misturado com várias pessoas que andam pra lá e pra cá indo ou voltando pro seu trabalho – provavelmente da área criativa – estão pessoas de todos os estilos e classes sociais. É aqui onde Londres mais se mistura. A Frith Street fora uma vez até chamada de Little Italy, e o Bar Italia ainda mantém essa memória viva. Enquanto alguns param pra um café rápido, outros sentam e conversam sobre a vida nas mesinhas externas. O nome Little Italy só não é mais usado, mas poderia.

Ali mesmo nesta rua está o último palco que Jimi Hendrix pisou na vida. Foi numa noite que Eric Burdon e a banda War estavam tocando que ele quis tocar algumas músicas pra um público diferente do seu, e que mal sabia estavam vendo história acontecer. Alguns dias depois Jimi foi encontrado morto num hotel de Notting Hill.

Mas Jimi não era americano? Sim, e daí? A Madonna também morou em Londres e adora o Dog & Duck. O que não é difícil porque a decoração rica em detalhes em vidros e espelhos combinada com boas cervejas e um ambiente pequeno deixa tudo bem agradável e convidativo. O nome do pub tem relação com o nome do bairro. Nesta área da cidade rolava muita caça de pato, e era muito normal ter cachorros de caça pra quando o pato levar o tiro, o cachorro ir “coletar” o pato. O grito que era dado pro cachorro era “soho”.

Hoje os patos do bairro não são mais caçados aqui, mas ficam na vizinha China Town.

E isso que define uma visita ao Soho. Tudo num lugar. Não importa o que esteja buscando, um café, pub ou restaurante. A variedade de qualquer um deles é gigante! De um lado da rua uma sorveteria vegana e do outro um restaurante suíço. Um ex-estúdio de gravação fica num beco bem em frente a uma confeitaria japonesa. Tudo na mais perfeita harmonia, tudo na normalidade. Tudo bem Soho.

Então não tem um jeito certo de visitar o Soho. Tem o teu jeito. E isso é o que o Soho encoraja. Que tu viva a vida do teu jeito, faça as coisas do teu jeito, sem seguir padrões ou sem um manual dizendo se como está fazendo está certo ou errado. Independente de como for, eu tenho certeza que tu vai curtir o teu Soho e vai querer voltar, nem que seja pra uma pint ou um café logo logo.

 

Locais que sugeri no vídeo:

Carnaby Street (mapa)

La Porchetta – 20 Old Compton Street – W1D 4TW

Ronnie Scott’s Jazz Club – www.ronniescotts.co.uk
47 Frith Street – W1D 4HT

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

Aeee tu é o primeiro! Deixa um comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Excelência TripAdvisor
Pesquise seu hotel
Booking.com
Novidades por e-mail
* indicates required
MEUS PARCEIROS