O Guri foi

O Guri foi: Book of Mormon ⭐⭐⭐⭐⭐

Fiquei bem feliz em saber que Book of Mormon vai seguir em Londres. Já tinha assistido mais uma vez, nem tinha por que ficar feliz com a notícia. Mas fiquei. Talvez porque quero que meus amigos e leitores assistam o espetáculo; talvez porque eu mesmo queria secretamente assistir de novo. E assisti.

Raramente acontece isso de querer ver duas vezes um teatro/musical. Prefiro investir em algum que não conheça. Isso só aconteceu antes com Harry Potter and the Cursed Child. São peças completamente diferentes e que me fizeram voltar por motivos diferentes. Book of Mormon foi escrito por Robert Lopez, Matt Stone e Trey Parker. Os dois últimos são os criadores de South Park e a peça tem a mesma pegada. Um humor empurrado pro limite, quase no ponto de passar dele, com a boca abrindo de espanto quase a cada cena em alguns momentos. Aqui tem um bom exemplo:

A história é baseada em missões dos mórmons em diferentes lugares do mundo, porém ao invés dos missionários irem para Orlando, sonho de um deles, eles acabam em Uganda. Lá tem que lidar com problemas como fome e AIDS. Lembre-se que é uma peça de humor, então não espere bandeiras levantadas ou uma crítica social muito forte. Espere que seja feito graça disso, com piadas e músicas se misturando pra te arrancar risadas. Por isso é essencial ter um bom nível de compreensão da língua inglesa se quiser assistir.

Um destes missionários ensina o vilarejo os “ensinamentos” do seu próprio jeito e por mais que consiga converter algumas pessoas ele acaba chocando o presidente da missão, quando eles visitam o vilarejo. Ou seja, a forma como os ensinamentos são passadas é metafórica e pra realidade do vilarejo. Eles preparam uma música coreografada para apresentar ao Presidente e é um dos momentos mais chocantes e engraçados da peça.

Book of Mormon/Divulgação.

O nível de humor é aquele absurdo, sabe? Com pessoas transando com sapos (calma, a cena não é mostrada explicitamente) e Hitler com uma outra galera no inferno. Dançando. Não quero contar mais pra não estragar a surpresa da peça. O mais importante é que se gostar do humor ácido de South Park, não fores uma pessoa muuuito religiosa, entender bem inglês e estiver a fim de dar umas risadas, não pode deixar de ir em Book of Mormon.

O roteiro é tão bem escrito que as 16 músicas nem parecem ser parte da peça, mas um detalhe que aparece de vez em quando. A banda dá um show à parte e dá pra ver que eles estão se divertindo enquanto estão tocando lá embaixo.

Book of Mormon estreou na Broadway em 2011 e no West End em 2013.

Garanto que tu vai sair de lá com a bochecha doendo de tanto rir, e cantando a música de abertura até em casa:

The Book of Mormon | INGRESSO

Prince of Wales Theatre – Coventry Street, W1D 6AS
Duração: 2h35 com intervalo de 15 minutos
Compre seu ingresso aqui

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *