Guri da História

Cerimônia de Abertura do Parlamento Britânico

Neste dia 14 de outubro acontece oficialmente a Abertura do Parlamento Britânico. Como regra geral ela acontece todos os anos. Este é o único momento que a rainha usa sua coroa no ano e é um dos momentos mais solenes da política britânica. Saiba mais neste post!

A cerimônia acontece na Câmara dos Lordes reunindo esta e outros dois poderes: a Câmara dos Comuns e o monarca. É o encontro destes três poderes, numa cerimônia que existe há séculos e mantém viva a tradição e história do Reino Unido.

Antes da cerimônia de abertura do parlamento

Uma das primeiras coisas que acontecem e que a gente não tem o privilégio de ver, é a inspeção dos porões do Parlamento. Ela é feita pelos chamados Yeoman Guardas, ou Beefeaters. Isso começou depois que, em 1605, houve uma conspiração pra matar o rei (já falei disso aqui). Tradicionalmente, eles são pagos com uma pequena taça de vinho do porto.

O equivalente ao Presidente da Câmara (dos Comuns), chamado de Mr. Speaker, entra nesta, acompanhado de uma clava e um policial. O policial grita “hats off strangers”, e quem está de chapéu tira-o da cabeça em respeito ao líder da casa.

O Palácio de Buckingham mantém um Membro do Parlamento (algo como um deputado) de refém. Isso é para que, se alguma coisa acontecer com a rainha, o mesmo vai acontecer com ele. Um parlamentar contou como é ser o “refém” da rodada e disse que não é nada mal. Ele comenta “eles me deixaram claro que eu poderia fazer o que quisesse… Dar uma volta no Palácio, tomar uma xícara de café, ou assistir a cerimônia de abertura, que foi o que fazemos”. Outra coisa que ele fala que ficou bem claro é que se alguma coisa acontecesse com a rainha “a gente faria o negócio rápido, só te daria um tiro”.

Depois disso chegam as joias: a Imperial State Crown, a espada e o cap of maintenance. Estes são os três itens que indicam o poder e soberania do monarca. Ela, por sua vez, chega neste momento em sua carruagem, a Diamond Jubilee State Coach. Na robing chamber ela coloca sua coroa e capa e se dirige à já lotada Câmara dos Lordes. Caminhando lentamente em direção ao seu trono, todos os olhos voltados à ela, finalmente vem a ordem: “my Lords, pray be seated”. Algo como um “senta indiada!” pra gente.

Foto: Visit London

A cerimônia de abertura do parlamento começa

O Lord Great Chamberlain faz um sinal com a varinha mágica dele e o chamado Black Rod é encarregado de fazer a convocação da Câmara dos Comuns. Quando ele está se aproximando, os membros da Câmara dos Comuns batem a porta na cara dele como uma forma de simbolizar que ali ele não é bem-vindo, que aquela é a casa do povo. Ele bate na porta 3 vezes, no mesmo lugar, ruído de tantas cerimônias passadas. Eles abrem a porta, ele entra de forma pomposa porém respeitosa e se dirige aos membros da Câmara dizendo:

Mr [ou Madam] Speaker, The Queen commands this honourable House [pausa para fazer uma reverência a ambos os lados da Câmara] to attend Her Majesty immediately in the House of Peers.

Neste momento ele se vira de costas para retornar à Câmara dos Lordes acompanhado de todos os membros. Uma tradição que começou recentemente foi do deputado Dennis Skinner sempre falar alguma coisa depois dessa chamada. Por exemplo em 2005, quando teve o casamento do Charles e Diana, assim que o Black Rod fala a frase acima ele grita “ele trouxe a Camilla com ela?”

Os deputados então se retiram da Câmara, Primeiro Ministro e oposição lado a lado, conversando de forma até descontraída.

Ao chegar na Câmara dos Lordes é que a rainha lê seu discurso de abertura do Parlamento, que foi na verdade escrito pelo seu governo. O Primeiro Ministro, seus ministros e membros do gabinete é que escrevem o discurso. Nele é falado o cronograma do ano, a expectativa do que está para acontecer, leis que estão para surgir, etc. Ela sempre se refere a “meu governo”, até por o governo formado pelo Primeiro Ministro ser chamado de “Her Majesty’s Government“.

O final da cerimônia

O final é simples. Bem simples. Até demais.

Terminado o discurso, ninguém aplaude. Ela devolve o papel e se retira, e todos imitam ela. Cada um pro seu lado.

O que achou? Sabia que dá pra visitar o Parlamento Britânico? Saiba mais clicando aqui.

Foto da capa: UK Parliament.

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *