Guri no Reino,  Inglaterra

Guri em Liverpool (e Chester)

Quando programei minha viagem pra Liverpool eu e a Gi combinamos de ir junto e olha, baita parceria! Quer ver só? Fiz ela pedalar 15km. Só isso já diz tudo né? Pois bem… Antes de falar da cidade deixa eu te mostrar o vídeo que fiz mostrando um pouco mais da cidade:

Como não explicamos bem sobre a cidade, vamos lá então: a cidade de fato é portuária e este porto passou a prosperar muito depois da Grande Peste e Grande Incêndio que atingiram Londres em 1665 e 1666, respectivamente. As pessoas se mudaram pra Liverpool e o movimento do porto aumentou muito. A cidade também sofreu muito com ataques aéreos durante a Segunda Guerra Mundial.
Hoje em dia claro que a cidade arrasta milhares de fãs dos Beatles pra lá, mas claro que não é só disso que a cidade é feita.
Quando cheguei no hotel foi um choque ver como ele era bom e em especial pelo preço que pagamos (£ 100 por noite). O nome dele é Adagio Aparthotel Liverpool City Centre e os preços são a partir de £ 69 e não eles não me pagaram pra escrever isso. A gente até cozinhou no apartamento, o que vai contra meus princípios de viagem. Neste caso vale porque afinal estamos no mesmo país e, neste caso, a cozinha é a mesma. Mas caso não seja o teu caso, as opções de refeição em Liverpool são muitas e o melhor: barato! Beber e comer em qualquer pub ou restaurante era algo que envolvia menos de £ 10.
Sim, desculpa mas este tem que ser o primeiro assunto. Pra fazer o roteiro dos Beatles sei que existe um ônibus que visita vários lugares, ou ainda mais cômodo é um táxi que leva só tu aos locais da banda e o taxista conta histórias relacionadas com eles. É MUITO fácil achar um taxista que faça este tipo de passeio (alguns táxis chegam a ter adesivado do lado de fora) e os preços ficam na faixa dos £ 30 – £ 40.
Mas como opção de viajante econômico que somos, eu e a Gi optamos pelo modo mais aventureiro e cansativo e alugamos bicicletas. O aluguel custou £ 1 de fee, mais o custo do tempo. Como a gente planejou ficar com as bikes por umas cinco horas a gente colocou £ 5 de crédito em cada uma. Tem mais informações sobre o aluguel de bikes aqui. Só uma coisa que achei muito massa: quando tu aluga tua bike aparece um número na tela do aparelho dizendo o código do teu cadeado. ANOTA! Porque já vem com o cadeadinho junto e esquecer sabe como é né? E não me pergunte o que fazer nesta situação que não quero nem pensar pra não atrair.
Bom, depois de passada a chuva e de a Gi ter comprado o tênis de £ 3 dela na Primark, a gente foi visitar os pontos relacionados com os Beatles na cidade. Foram eles:
B. Penny Lane
C. Casa do Paul McCartney
D. St. Peter’s Church – onde Paul e John se encontraram pela primeira vez
E. Strawberry Fields – orfanato que deu nome à música
F. Casa do John Lennon
Pra fazer todo este percurso de bicicleta demoramos cerca de 4 horas, paramos num pub pra recarregar as forças e posso afirmar que foi um ótimo jeito de se divertir e ver a cidade. Claro que ter um mapa na mão ajudou e muito, então por isso te deixo aqui o roteiro que pode fazer:

Leva uma água, prepara pra pedalar bastante e vai!

O The Beatles Story, o museu que conta a história da banda surpreende por quão completo ele é. O preço é £ 14.95 (setembro/15) e inclui o áudio-guia, que inclusive está disponível em português do Brasil.

Lá dentro é uma viagem no tempo. Tu é carregado lá pro comecinho da década de 60 quando os Beatles estavam começando a história deles no mundo. Em resumo, eles contam de uma forma muito admirável, dinâmica e ilustrada a história da banda desde antes de ser Beatles até o caminho que cada um trilhou depois que a banda terminou. Recomendo cerca de 1h30 pra explorar cada cantinho e ouvir cada história.

Clique na imagem para ampliar.

Por falar em Beatles, sabia também que eu guio um passeio sobre a banda aqui em Londres? Clique aqui pra saber mais.

Tá bom, não é só de Beatles que vive a cidade. Eles também tem um Tate Modern, tem um museu marítimo, uma Catedral lindíssima e parques convidativos.

Tenho que registrar também que ela é um amor, as pessoas são educadas e é muito fácil se pegar conversando com um desconhecido – o que fizemos várias e várias vezes porque eu e a Gi temos este dom.

A Gi também reparou nos cabelos e maquiagens das mulheres porque, pelo que ela me falou, nesta parte do país elas se preocupam muito com a beleza. Mulheres: reparem nisso.

No dia seguinte saímos um pouco mais cedo e fomos até a cidade “vizinha” de Chester. Ela também é um amor de cidade com pouco mais de 70 mil habitantes e muita história pra contar. Além da muralha romana (que está lá há quase dois mil anos) tem também casas medievais por todos lados e muitos prédios de arquitetura vitoriana. Um amor!

Não deixa de conhecer Liverpool se tiver oportunidade e minha dica aos amantes de Beatles é de, se puderem, ficar pelo menos uma noite na cidade. Ela te oferece coisas que vão muito além de um bate-volta, pode acreditar.

Planeje sua viagem com os parceiros que eu confio e uso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *